Polícia Civil tenta prender cafetina que oferece menores a programa sexuais pelo Facebook
Quarta, 10 de Janeiro de 2018 - Atualizado as 09h39min

Após a prisão de um vigilante pelo crime de estupro a criança, praticado contra uma menina de apenas 14 anos na última terça-feira (9) em Porto Velho, a polícia conseguiu chegar a identificação de uma mulher, sendo Kamila Santos de Oliveira apontada como agenciadora de diferentes meninas que são ofertadas a pratica de programas sexuais com adultos.

De acordo com a polícia, Kamila arquitetou o encontro da menor com o vigilante por meio da rede social Facebook e cobrou um certo valor que foi dividido entre ela e a menina. A garota  foi para a casa do suspeito e ficou por lá durante três dias praticando sexo. Quando preso, o acusado confirmou o fato e apontou Kamila como agenciadora.

Na delegacia o homem disse ter contraído Doença Sexualmente Transmissível (DST), da menina, gonorreia e precisa de atendimento médico. A policia está em busca de informações que podem levar a identificação de outras meninas que são agenciadas e posteriormente a prisão da suspeita.

  • Fonte: JH Notícias
Publicidade
loading... Carregando conteúdo...

Digite aqui seus comentários.

Reload the CAPTCHA codeSpeak the CAPTCHA code
 
Publicidade