Home Brasil Brasil está entre os 10 países com maior taxa de criminalidade na pandemia

Brasil está entre os 10 países com maior taxa de criminalidade na pandemia

por Redação

Ter segurança e confiança para passear e ir quando e onde quiser não é somente um direito do cidadão como um dever a ser oferecido pelo poder nacional de cada nação. Sabendo que a prática é bem diferente da teoria, o Cuponation, plataforma de descontos e integrante da alemã Global Savings Group, compilou dados sobre o cuidado e a proteção que o Brasil e demais países possuem, principalmente na época da pandemia.

A plataforma Numbeo realizou nas últimas semanas uma pesquisa sobre os índices de criminalidade e segurança em mais de 130 países durante o isolamento social devido ao Coronavírus, e o resultado brasileiro é desesperador.

Nosso país aparece na 7º posição no ranking do índice criminal, com porcentagem estimada em 68,31 – ou seja, o Brasil está entre os 10 países mais perigosos para se viver por conta dos erros da população e do poder. Obviamente na mesma posição, a porcentagem do índice de segurança nacional é calculada ao contrário da do primeiro índice, indicando 31,69. Confira a pesquisa completa no infográfico interativo do Cuponation.

Apesar da exponencial situação do país e de não ter uma média nos registros oficiais sobre o aumento ou diminuição da criminalidade brasileira, é fácil compreender. Afinal, mesmo a segurança pública nacional sendo um serviço que não para, aqueles que deveriam nos proteger do crime também desejam se proteger do vírus.

A Fundação Getúlio Vargas e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública realizou um levantamento recentemente com mais de 1.500 policiais no país, registrando que em cada estado mais de 50% deles admitiram sentir medo de contrair o COVID-19. Além disso, apenas 34% destes afirmaram receber qualquer tipo de treinamento para trabalhar na pandemia.

De volta ao estudo da Numbeo, o país que está no topo da lista também é sul-americano: a Venezuela aparece com uma taxa de criminalidade em torno de 84,36%. Papua Nova Guiné e África do Sul são as nações que ocupam o segundo e terceiro lugares do ranking, com o índice estimado em 80,04% e 77,29%, consecutivamente.

Related Articles

Deixe um comentário