Home Geral Cemitério em Porto Velho atinge capacidade máxima com 95 mil sepulturas

Cemitério em Porto Velho atinge capacidade máxima com 95 mil sepulturas

por Redação

Cemitério Santo Antônio atingiu capacidade de túmulos / Foto: Roni Carvalho

Um dos maiores cemitérios em atividade no estado de Rondônia, o Cemitério Santo Antônio, localizado na Zona oeste de Porto Velho, atingiu sua capacidade no último final de semana e suspendeu suas atividades.

Desde o começo da pandemia o sistema do cemitério apontou 777 enterros em decorrência da pandemia, com média de 86 por mês, ou quase três por dia em 2020. O número é ainda maior em 2021, quando foram contabilizados 426 sepultamentos entre janeiro e março, apenas por Covid-19.

No último final de semana o Santo Antônio atingiu o total de 95 mil sepulturas nos 250 mil metros quadrados de extensão. Algumas são de pioneiros da região e famílias tradicionais da cidade de Porto Velho como o do jornalista Euro Tourinho, proprietário do extinto jornal Alto Madeira e de seu irmão Luiz Tourinho, jornalista, advogado e ex-presidente da Federação dos Comércios de Rondônia.

Construído em 1975, o Cemitério Santo Antônio que está à margem leste do Rio Madeira e a 450 metros da Capela de Santo Antônio, abriga os jazigos de José Camacho Filho, o Camachinho, conhecido por presidir o Clube Botafogo, que promovia eventos, como os grandes bailes de carnaval, na cidade.

Mudança

De acordo com a Prefeitura de Porto Velho os demais sepultamentos, serão feitos no Cemitério Recanto da Paz, localizado em frente ao campus Unir na BR 364, após serem adquiridas 1.800 gavetas, para resolver temporariamente o problema da falta de espaço no Santo Antônio.

Segundo a Prefeitura o Santo Antônio não fechará as portas. No local continuarão sendo sepultadas as pessoas que não forem vítimas de Covid-19 e que tenham jazigo no local.

(Com informações da Prefeitura)

 

 

Related Articles

Deixe um comentário