Home Consumidor DIA DOS NAMORADOS – Em plena pandemia, comércio fechado, presente hoje só virtual ou entrega via mototaxista

DIA DOS NAMORADOS – Em plena pandemia, comércio fechado, presente hoje só virtual ou entrega via mototaxista

por Redação

PORTO VELHO – Nada de beijos, abraços demorados, uma pegação e (quem sabe??) o algo mais. Se o comércio está perdendo muito, porque Dia das Mães já estava tudo fechado e, agora, novamente, há reclamações também de quem queria dar um presente, porque com o confinamento decretado, tudo fechado e aí o melhor talvez seja mandar fazer a entrega por um moto boy ou, então, mandar um presente virtual.

Não é difícil encontrar situações complicadas neste Dia dos Namorados, como a professora Francisca, 23 anos, que começou a namorar com o Paulo, 25, no Dia dos Namorados de 2019 e combinaram festejar o primeiro ano de convivência neste dia 12, quando ela iria conhecer os pais dele que chegaram a Porto Velho dois dias depois da decretação, em maio, do início do isolamento. Como os futuros sogros estão na “idade de risco” até agora os pais de Paulo, que já se preparam para voltar ao Ceará na semana que vem, não puderam conhecer a nora.

“Tinha tudo acertado, imaginamos fazer um jantar lá em casa, ela levaria os pais e duas irmãs e iriam conhecer os “velhos”, mas agora nem sei se até semana que vem será possível”, dizia ontem o estudante de Medicina, acrescentando que “iríamos noivar fisicamente, e agora vamos ter de fazer uma “live”, mas isso pelo menos poderemos contar mais tarde à família e aos amigos, dizendo que nosso noivado foi diferente de muitos casais”.

O movimento de entrega de presentes deve ser grande nesta sexta-feira, conforme um mototaxista quer fatura um pouco mais no trabalho noturno de mototaxista, depois do dia todo ao volante de uma caminhonete da empresa do trabalho formal. “Espero que as namoradas e os namorados sejam bons na hora da gorjeta, porque nós também estaremos longe dos nossos respectivos e respectivas”, disse um dos moto-boys.

Alguns casais vão trocar presentes virtuais, caso da funcionária municipal Maria Antonia. “Comecei a namorar no natal do ano passado e imaginava que no nosso dia iríamos estar juntos e há mais de dois meses que não nos vemos, porque ele mora com  a mãe, que tem doenças chamadas comorbidades e desde então só mesmo pelo zap”.

O confinamento decretado pelo governador Marcos Rocha e seguido pelo prefeito Hildon Chaves, vai causar dificuldades neste Dia dos Namorados, até para quem imaginou passar o dia ou a noite num motel. O gerente de um desses estabelecimentos, bem na região central, disse ontem ao expressaorondonia que muitos clientes tinham feito reservas de apartamentos, mas depois da decisão do governador tiveram de ser canceladas.

“O jeito vai ser ir para a “pensão calango (*)”, disse um taxista que pretendia levar a nova namorada para passar a noite num motel. “O jeito é arriscar “calango”, mas o duro é se chegar a polícia”, reclamou.

(*) – Pensão ‘calango’ era chamado algum matagal, onde o casal podia ficar à vontade, quando não tinha motel nem a criminalidade dos dias atuais. 

Related Articles

Deixe um comentário