spot_img

Em 3 anos e meio de mandato, Marcos Rocha cumpriu 38% das promessas de campanha

Levantamento feito pelo g1 aponta que, de 13 promessas feitas pelo governador de Rondônia nas eleições de 2018, 5 foram totalmente cumpridas.

Em três anos e meio de mandato como governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha cumpriu quase 40% das promessas feitas na campanha eleitoral de 2018.

Do total de 13 compromissos feitos, 5 foram totalmente cumpridos (38%), 3 tiveram cumprimento parcial (23%), e 5 não foram atendidos (38%).

Os dados fazem parte de um levantamento feito, ano a ano, pelo g1. A relação completa das promessas e os seus andamentos está na página especial “As promessas dos políticos”.

Para selecionar as promessas em 2018, o g1 considerou o que pode ser claramente cobrado e medido.

Divisão por área

Segundo o levantamento, o maior número de promessas cumpridas por Marcos Rocha foi na área da segurança pública.

No sentido contrário, a área da saúde e habitação não tiveram nenhuma promessa totalmente cumprida.

Entre as promessas estava a conclusão dos hospitais de Ariquemes e Guajará-Mirim e a construção de unidades intermediárias de saúde.

Quanto a obra do hospital de Ariquemes, o estado informou ter se tornado inviável o término da construção diante dos gastos com a pandemia de Covid-19, como a contração e ampliação de leitos de UTIs.

Já o quanto ao hospital de Guajará-Mirim, no primeiro semestre deste ano foi licitada uma nova empresa para terminar a construção da unidade.

Veja os dados por área abaixo:

  • Direitos humanos e sociais: 1 promessa cumprida
  • Educação e cultura: 1 promessa cumprida, 1 parcialmente e 1 não cumprida
  • Habitação: 1 promessa não cumprida
  • Infraestrutura: 1 promessa cumprida em parte
  • Meio ambiente e agronegócio: 1 promessa cumprida em parte
  • Saúde: 2 promessas não cumpridas
  • Segurança pública: 3 promessas cumpridas e 1 não cumprida

Metodologia

g1 acompanha durante os quatro anos de mandato os cumprimentos das promessas de campanha dos políticos.

Quais são os critérios para medir as promessas?

  • Não cumpriu ainda: quando o que foi prometido não foi realizado e não está valendo/em funcionamento
  • Em parte: quando a promessa foi cumprida parcialmente, com pendências
  • Cumpriu: quando a promessa foi totalmente cumprida, sem pendências

Ou seja, se a promessa é inaugurar uma obra, o status é “cumpriu” apenas se a obra já tiver sido inaugurada; caso contrário, é “não cumpriu”. Se a promessa é construir 10 hospitais e 5 já foram inaugurados, o status é “em parte”. Se a promessa é inaugurar 10 km de uma rodovia e 5 km já foram entregues à população, o status é “em parte”.

Observação: há casos em que não é possível avaliar o andamento da promessa, e o status é dado como “não avaliado”.

Fonte: G1.ro

Related Articles

DEIXE UMA RESPOTA

Entre com seu comentário novamente
Por favor, entre com o seu nome aqui

spot_img

Últimas notícias