Home Destaques Mesmo na pandemia, Energisa já contratou 192 eletricistas e 195 leituristas este ano

Mesmo na pandemia, Energisa já contratou 192 eletricistas e 195 leituristas este ano

por Redação

PORTO VELHO – Imagina conseguir um emprego de carteira assinada e com todos os benefícios em meio à crise provocada pela pandemia do Covid-19. Foi o que aconteceu com o eletricista Alisson dos Santos Silva, de 26 anos. Ele acaba de ser contratado pela Energisa Rondônia e está de mudança para Alta Floresta do Oeste, onde vai integrar a equipe da regional sul do Departamento de Operações, responsável por ações de manutenção e melhoria da qualidade da rede de energia.

Nascido e criado em Candeias do Jamari, Alisson foi militar por oito anos e participou do projeto Soldado Cidadão no ano passado, quando seu contrato com o Exército estava perto do fim. Acabou se formando eletricista de rede de distribuição e desde o fim do curso, em dezembro do ano passado, acompanhava as ofertas de vagas e oportunidade de crescimento na Energisa. “Fiquei feliz. Alta Floresta do Oeste fica a mais de 500 quilômetros da minha cidade, mas ter uma nova profissão, trabalhar com carteira assinada, plano de saúde, previdência privada e auxílio alimentação, em uma empresa que está crescendo e investindo no meu estado será muito bom”, afirma o eletricista, que já se mudou para a nova cidade.

De acordo com a Gerente de Gestão e Pessoas da Energisa, Silvana Santos, esse ano foram contratados 192 eletricistas apenas para o Departamento de Operações e 195 leituristas. Além dos benefícios, a empresa, que foi listada entre as melhores empresas do país para se trabalhar de acordo com a organização GPTW (sigla em inglês para Great Place to Work – Melhores Lugares para Trabalhar), oferece treinamento e oportunidades de crescimento. “Temos uma preocupação muito grande com o aprimoramento contínuo de nossos colaboradores porque isso reflete na melhoria da qualidade de serviços para os clientes”, diz.

O novo colaborador de áreas operacionais, por exemplo, só vai a campo depois de se atualizar nas normas técnicas, como NR 10 (Segurança em Instalações e Serviços de Eletricidade), SEP, e NR 35 (trabalho em altura) entre outras. “Além do curso de capacitação que fez no âmbito do Soldado Cidadão, o Alisson passará, nos próximos meses, por uma série de treinamentos, como direção defensiva e Off Road, técnica de trabalho em altura e novos cursos de aprimoramento na área elétrica”, explica.

Silvana reconhece que o nível de exigência da companhia é alto. Afinal, além dos riscos de lidar diariamente com cabos e equipamentos de alta, média e baixa tensão, os eletricistas também estão na linha de frente do relacionamento com os clientes e toda a população de Rondônia. “Segurança é o valor principal da Energisa, mas os colaboradores também fazem treinamentos de atendimento e relacionamento com o cliente”, completa, frisado que a postura do profissional da Energisa vai muito além do modo de usar equipamentos de proteção individual (EPI) e coletiva (EPC) e dos programas de segurança da empresa.

Com informações da Assessoria/Energisa

Related Articles

Deixe um comentário