Home Destaques Extra de Rondônia divulga que Vasques será o substituto de Glaucione na aliança formada por sete partidos

Extra de Rondônia divulga que Vasques será o substituto de Glaucione na aliança formada por sete partidos

por Redação

Embora lideranças do MDB, que encabeça a Coligação formada por ele próprio e mais seis partidos não confirme uma eventual desistência de Glaucione Rodrigues de sua candidatura homologada em convenção e registrada no TSE, o site Extra de Rondônia divulgou no sábado, 26 de setembro, que o grupo de partidos encabeçado pelo MDB estaria lançando um substituto ao nome de Glaucione Rodrigues.

Nessa reportagem, o site diz que o coronel da Polícia Militar de Rondônia e ex-secretário municipal de vários municípios rondonienses, Marco Aurélio Vasques, foi lançado como substituto de Glaucione Rodrigues à prefeitura de Cacoal visando as eleições de 15 de novembro.

De acordo com o Extra de Rondônia, a informação teria sido repassada pelo candidato a vice-prefeito, Rafael Evangelista, que participou de encontro que teve a participação de liderança dos sete partidos políticos no início da noite de sábado, 26.

Evangelista era tido como principal substituto de Glaucione em função de sua expressiva liderança política no município, mas ele explicou que abriu mão por cordialidade e respeito a Vasques.

“Ele abriu mão para mim ser o vice e agora eu abri mão da vice para ele ser o candidato a prefeito”, comentou.

Nossa reportagem, contudo, consultou alguns especialistas em direito eleitoral e estes informam que, como os prazos de convenções e registros de candidatura já se encerraram, a possibilidade de um outro candidato ser lançado, em substituição a Glaucione, só ocorreria se ela própria renunciasse à sua candidatura. As atas desses partidos deixam claros que eles decidiram homologar coligação com o MDB e a apoio a Glaucione Rodrigues.

A Ata do MDB fala que a substituição do nome realmente pode ocorrer, mas apenas se a prefeita renunciar à sua candidatura ou tiver seu registro cassado ou cancelado pela Justiça Eleitoral. Portanto, conforme os especialistas, esses partidos ainda vão ter de buscar um consenso caso queiram mesmo alterar os nomes de seus candidatos à majoritária.

Related Articles

Deixe um comentário