Home Cidades Faculdade Católica de Rondônia incentiva doação ao Povo Indígena Karitiana

Faculdade Católica de Rondônia incentiva doação ao Povo Indígena Karitiana

por Redação

Com o isolamento social cada vez mais crescente, muitas dificuldades estão surgindo e atingindo muitas comunidades, entre elas, o povo indígena Karitiana, distante 100 km de Porto Velho (RO). Para reduzir os impactos à cultura indígena, a Faculdade Católica de Rondônia (FCR), lançou a campanha “Ajude o Povo Karitiana”. As doações podem ser feitas via Catarse (plataforma de financiamento coletivo).

Para o reitor da FCR, Prof. Dr. Fabio Rychecki Hecktheuer, o momento é de união de todos. “Devemos dar as mãos e sermos os cidadãos do futuro, hoje. Afinal, a nossa história está ameaçada. Vamos juntos coletar as doações para fazermos a aquisição de 131 cestas básicas (uma por família), ou seja, R$ 9.000”, disse.

Em vídeo, o presidente Associação do Povo Indígena Karitiana Akot Pytim Adnipa (APK), Cledson Pitana Karitiana, informou que o seu povo está precisando de alimento e fez um apelo. “Estamos vivendo em situação de vulnerabilidade social em nossas aldeias, por isso estamos pedindo a todos vocês esse apoio”, relatou.

O povo Karitiana é composto por seis aldeias, sendo: Aldeia Central, Aldeia Bom Samaritano, Aldeia Juari, Aldeia Caracol, Aldeia Byyjty Osop Aky e Aldeia Beijarana.

COMO FUNCIONA?

As doações são coletivas via boleto bancário ou cartão de crédito via Catarse. Os recursos arrecadados vão direto do Catarse para a conta bancária da campanha, sem intermediários. Ao final da campanha a FCR recebe tudo o que tiver captado (descontando 6,5% de taxa do Catarse +  4% de imposto, o ITCMD). Com o dinheiro, a Faculdade Católica fará a compra das doações e entregará aos Karitiana.

PARCEIROS

A iniciativa conta com o apoio do Centro Acadêmico Dom Moacyr Grechi (Cadom), Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e Associação Atlética Acadêmica Edson Antônio Sousa Pinto (Atlética Soberana).

 

 

 

 

Fonte: Assessoria

Related Articles

Deixe um comentário