spot_img

Feiras livres serão regulamentadas em Rolim de Moura

As feiras livres serão regulamentadas a partir de agora no município de Rolim de Moura, graças a um anteprojeto de Lei apresentado pelos Vereadores Francisco Venturini e Alisson Ferreira que “Dispõe sobre a regulamentação das feiras livres no município de Rolim de Moura e dá outras Providências”, apresentado e aprovado na sessão ordinária da última segunda feira, dia 21 de outubro, com parecer favorável dos demais Vereadores dessa legislatura.

Como é de conhecimento, até a presente data ainda não existia em nosso Município um projeto de Lei que regulamentasse as feiras livres destinadas à comercialização da produção oriunda dos produtores rurais, Vendedor de Pescados, Vendedor de Produtos Hortigranjeiros sem similar no Município, Artesão e Vendedor Ambulante. Há necessidade de tal regulamentação, pois trará inúmeras vantagens, não só ao Município, mas principalmente aos consumidores e produtores, dentre elas destacamos: o estímulo à produção de hortigranjeiros, a diminuição do êxodo rural, aumenta a oferta de empregos, o consumidor pode adquirir produtos com melhor preço, melhor qualidade dos produtos, elimina o atravessador e com isso maior lucro ao produtor, além de se tornar um ponto de lazer para a população.

Pelo regulamento a atividade de feirante será restrita as pessoas físicas, com autorização do Poder Executivo ou entidade gestora mediante concessão ou permissão em conformidade com o que dispõe a Lei, e será para as seguintes categorias: produtor rural; vendedor de pescados; vendedor de produtos hortigranjeiros; artesões e vendedor ambulante, ficando estabelecido que o poder Executivo poderá estabelecer parcerias com as associações conforme estabelecidas na Lei 13.019/2014, com a participação de associações locais; para manutenção, gestão e conservação das feiras livres enquanto que os feirantes poderão se organizar em associações em conformidade com a legislação vigente.

Para o presidente dos feirantes, José Carlos Cestari, é de suma importância essa regulamentação. “A partir de agora sabemos quem pode ou não participar das feiras livres do município, pois haverá uma legislação que determina o que é legal, isso facilitará de certa forma nossa atividade, assim como dos feirantes que saberão o que expor e comercializar, muito importante que a própria Lei já nos dá o direito de nos organizarmos em associações, e sabemos que unidos nos tornamos fortes para que esse benefício também seja estendido para toda população”, Disse José Carlos ao término da sessão.

Related Articles

DEIXE UMA RESPOTA

Entre com seu comentário novamente
Por favor, entre com o seu nome aqui

spot_img

Últimas notícias