Home Política Governador é recebido com protesto em Guajará-Mirim

Governador é recebido com protesto em Guajará-Mirim

por Redação

O governador Marcos Rocha cumpriu agenda ontem pela manhã nas cidades de Nova Mamoré e Guajará-Mirim, onde entregou equipamentos para a saúde (não informou que tipo de equipamento) e implementos agrícolas. Em Guajará, o governador e sua comitiva foram recebidos com protesto da população, que exibiram cruzes brancas e carros estacionados exibindo cartazes no trajeto do aeroporto até a entrada da cidade.

A população cobra o cumprimento das promessas de campanha de resolver o problema do único hospital público da cidade.

Em tempos de pandemia a mentira tem perna curta. Pelo menos para a população de Guajará-Mirim, que foi às ruas para receber o governador Marcos Rocha, com protestos e cobranças de promessas, até agora não cumpridas.

Ao ser questionado, Rocha alegou que não têm porquê mentir e garante que o governo não recebeu dinheiro referente à emenda parlamentar do deputado coronel Chrisostomo. Rocha classificou a informação de mentirosa e disse que o governo não recebeu esse dinheiro.

O protesto é o clamor guajaramirense, que usou cruzes para lembrar os cerca de 40 mortos pelo covid-19 na cidade e também pelo descaso com saúde pública. A população cobrou a conclusão do hospital regional.

Uma moradora, que não quis se identificar, afirma que a população está cansada de promessas e mentiras e exige providências urgentes para amenizar o sofrimento dos moradores.

Os cidadãos de Guajará-Mirim, com cruzes de madeiras nas mãos, na entrada da cidade, se posicionaram à frente dos carros da comitiva do governador Marcos Rocha. As cruzes foram perfiladas a frente de veículos e dispostas no chão.

A população de Guajará-Mirim tem sofrido, nos últimos anos, com uma sucessão de administrações estaduais e municipais que prometem, no período de campanha, resolver os problemas da população, mas esquecem de todos os compromissos, a partir da posse. Atualmente, com a grave crise sanitária, em função da doença provocada pelo coronavírus, a situação ficou escancarada e o descaso das autoridades estaduais e municipais é evidente.

O altíssimo número de mortes ocorridas no município, em consequência da covid-19, evidencia a falta de estrutura da saúde pública em Guajará-Mirim e a falta de ações eficazes no combate à pandemia e no atendimento à população.

Guajará-Mirim e Nova Mamoré possuem cerca de 80 mil habitantes, mas não contam com rede de saúde compatível com o número de habitantes. “Não se pode tratar com descaso e promessas vazias um problema tão sério e que já causou dezenas de óbitos na região da fronteira”, reclama a moradora”.

Com este protesto, a população espera despertar o governo da inércia e da omissão.

Com informações e vídeo do www.guajaraonline.com.br

Related Articles

Deixe um comentário