Home Geral Governo de Rondônia assume gestão do Laboratório de Qualidade do Leite em Porto Velho

Governo de Rondônia assume gestão do Laboratório de Qualidade do Leite em Porto Velho

por Redação

Governo de Rondônia assume gestão do Laboratório de Qualidade do Leite em Porto Velho

O Governo de Rondônia concretizou a transferência da gestão do Laboratório de Qualidade de Leite (LQL-RO), que estava sob o domínio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Rondônia, para a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), com a assinatura do termo de recebimento e chaves do laboratório. O objetivo é iniciar o atendimento aos laticínios e produtores rurais e fortalecer a cadeia do leite no Estado.

A expectativa é colocar o LQL-RO em funcionamento no primeiro semestre de 2021, para prestação de serviço às indústrias de laticínios, produtores e demais público interessado em conhecer a qualidade do leite produzido na propriedade. O intuito era funcionar o LQL-RO ainda em 2020, porém, o calendário das atividades foi comprometido em decorrência da pandemia do coronavírus.

O laboratório, localizado na sede da Embrapa Rondônia, em Porto Velho, fará análises para verificar a qualidade de leite cru coletado em propriedades rurais e estabelecimentos de laticínio do Estado, bem como análise de composição de nutrientes, estado sanitário do rebanho e as condições higiênicas, onde o leite é produzido. A informação dada após a análise é para identificar se o leite reúne as condições mínimas de qualidade e segurança para ser industrializado, se está apto ou não para o processamento.

O objetivo é iniciar o atendimento aos laticínios e produtores rurais de Rondônia no primeiro semestre de 2021

De acordo com o secretário da Seagri, Evandro Padovani, as análises de leite são obrigatórias e as indústrias devem seguir as normativas 76 e 77 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Os laticínios devem enviar uma amostra mensal de cada produtor fornecedor de leite para os laboratórios pertencentes à Rede de Qualidade do Leite (RBQL), para que possa ser fiscalizado pelo Mapa, onde será verificada a qualidade do leite que a indústria está comprando.

“Essa análise proporcionará mais segurança, certificação de qualidade, além de mostrar em quais regiões do Estado deve ter mais atenção e orientação para que o produtor possa produzir um leite com mais qualidade. Com seu funcionamento, também vamos poder atender os estados vizinhos como o Acre, parte do Mato Grosso e Amazonas. Essa é mais uma ação do Governo, sendo realizada com a determinação do governador Marcos Rocha, em prol da cadeia produtiva do leite”, contou.

Conforme disse a coordenadora do LQL-RO, Gilvania Carvalho, o laboratório vai beneficiar os dois elos principais que movimenta a cadeia do leite: a indústria e o produtor. “A indústria tendo os resultados acreditados pelo Mapa, terá novas oportunidades de mercado em termo de competitividade. Já o produtor que produz um leite de boa qualidade, que é verificado e atestado por um laudo de laboratório reconhecido pelo Mapa, consegue negociar um bom preço com a indústria, além de favorecer para o aumento da produtividade”, explicou.

Gilvania ainda informou que o laboratório em Rondônia também irá facilitar a execução das análises, as amostras não serão mais remetidas para fora, como era feito antes, onerando o custo da amostra até o local de análise, o valor da logística até o LQL-RO será reduzido, além de oferecer um apoio laboratorial para cada setor.

Neste momento, as atividades estão sendo centralizadas na reestruturação do prédio, aquisição de equipamentos importados, formação de equipe técnica para credenciamento e certificação das normas de qualidade estabelecidas pelo Mapa. O LQL-RO de Porto Velho é completo e está dentro dos padrões dos laboratórios existentes nos onze estados da federação. Para participar da rede de credenciamento do Mapa todos devem ser iguais e oferecer os mesmos serviços.

Related Articles

Deixe um comentário