Home Destaques Reforma administrativa da prefeitura de Cacoal esperava aprovação dos vereadores desde 2019

Reforma administrativa da prefeitura de Cacoal esperava aprovação dos vereadores desde 2019

por Redação

Unidade Central de Saúde, usina de asfalto, e setor de controle dos gastos com combustível e manutenção da frota municipal foram algumas das áreas contempladas com as mudanças no organograma da Prefeitura

A implantação de novos serviços nas áreas de saúde, infraestrutura, controle e transparência do uso da frota municipal trouxe a necessidade de adequação no organograma administrativo da Prefeitura. As alterações na lei 2.543/PMC/2009 que trata da estrutura administrativa do município foram encaminhadas a câmara de vereadores, ainda, em 23 de novembro de 2019. A iniciativa buscava regularizar as funções dos servidores responsáveis pela Unidade Central de Saúde, que funciona na Avenida Cuiabá, inaugurada em 2019, da Usina de Asfalto, e do responsável pelo Controle dos Gastos com Combustível e Manutenção da frota municipal, além da regularização de outras funções administrativas necessária ao melhor funcionamento da máquina pública.

De acordo com a secretária municipal de administração, Áustia Azevedo não há que se falar em novos cargos, porque esses setores da administração municipal já estão funcionando, trata-se apenas da regularização dos profissionais que estão trabalhando e que precisam ter suas funções no organograma administrativo da prefeitura.  Segundo ela, é importante destacar que para conseguir fazer as adequações necessárias, vários cargos foram extintos como forma de reduzir o máximo possível o impacto para atender a necessidade das regularizações de funções.

A titular da secretaria de administração explicou também que o cargo desses servidores envolve responsabilidade administrativa perante a administração municipal e os órgãos de controles. “Eles são responsáveis por toda a estrutura administrativa e patrimonial de suas áreas. No entanto,  até então, essa situação não estava regularizada”, explicou, ao informar que no caso da usina de asfalto o responsável pelo seu funcionamento, na maioria das vezes, tem que estender seu turno de trabalho para fazer manutenção, ou até mesmo liberar massa asfáltica para as equipes que estão trabalhando.

Já em relação ao setor de Controle dos Gastos com Combustível e Manutenção da frota municipal. a centralização dos serviços aumentou a transparência e reduziu o desperdiço, tanto em relação ao combustível, como em relação as peças. “Hoje, a compra de combustível é feita por meio de cartão eletrônico, no ato do abastecimento a despesa e a placa do carro já aparecem no portal da transparência”, informou.

Áustia Azevedo fez questão de esclarecer que mesmo diante da situação emergencial pela qual o município atravessa em razão do novo coronavírus-Covid-19, a determinação da prefeita Glaucione Rodrigues tem sido no sentido de priorizar as medidas emergências para o enfrentamento e controle do novo coronavírus, sem negligenciar  a execução do planejamento das ações e serviços nas áreas essenciais.

Segundo ela, a prefeitura trabalha em várias frentes para dar respostas a sociedade, tanto no que diz respeito ao enfrentamento do coronavírus, quanto em relação a execução das ações que já estavam planejadas. “É importante registrar que as principais áreas contempladas com as alterações na estrutura administrativa foram: saúde, infraestrutura e controle de gastos, consideradas áreas essenciais para o bom funcionamento da administração municipal”, finalizou.

Related Articles

Deixe um comentário