Home Coronavírus Rondônia tem seu primeiro caso de coronavirus confirmado na cidade de Ji-Paraná; casos suspeitos já chegam a 92

Rondônia tem seu primeiro caso de coronavirus confirmado na cidade de Ji-Paraná; casos suspeitos já chegam a 92

por Redação

JI-PARANÁ – Após a confirmação do primeiro caso de coronavirus em Rondônia, na cidade de Ji-Paraná – a segunda mais importante cidade do Estado, a 360 quilômetros da capital, Porto Velho – o secretário de Saúde do Governo de Rondônia afirma que está investigando todos os passos do homem em Ji-Paraná, com quem ele esteve, com quem falou, para monitorar possíveis casos. “Não estamos parados”, disse, o secretário de Saúde, Fernando Máximo, em vídeo postado nas redes sociais na manhã desta sexta-feira.

O caso de diagnóstico confirmado para o coronavirus na cidade de Ji-Paraná teria sido constatado em um homem de 29 anos, da cidade de São Paulo, que esteve em Ji-Paraná a negócios na semana passada.

Segundo Máximo, após a confirmação, através de um laboratório da rede privada, ele e sua equipe mantiveram contatos com as autoridades locais e desde a noite de quinta estão investigando todos os passos do homem em Ji-Paraná.

Segundo informações da Prefeitura, após sentir os sintomas o paciente contratou equipe médica particular para realizar o acompanhamento. Foram coletadas amostras na cidade e enviadas para análise em laboratório da rede de saúde privada. Após este procedimento, ele fretou voo particular retornando para sua cidade, onde permanece em observação e em isolamento social.

Ainda de acordo com a Prefeitura, o resultado do exame diagnosticado como positivo foi entregue no início da noite desta quinta-feira, 19, ao departamento de epidemiologia de Ji-Paraná que de imediato registrou o caso no sistema nacional de controle.

Confira o vídeo do médico que atendeu o paciente em Ji-Paraná:

“Diante desta situação e comprometida com o bem-estar social da população, a Prefeitura de Ji-Paraná conclama a população para que tomem todas as medidas protetivas de higienização e evite o convívio social. O sucesso das ações governamentais para evitar a disseminação do Covid-19 depende diretamente do comportamento individual e coletivo da nossa sociedade. A prevenção está em nossas mãos”.

Por ter sido realizado na rede privada, a Agevisa pode não aceitar o resultado e uma contraprova deve ser exigida pelas autoridades estaduais.

Segundo o médico infectologista Luiz Henrique Duarte, de Ji-Paraná, que atendeu o caso, o paciente esteve em uma festa na Bahia e tem 29 anos. Ele disse que no dia 12, recebeu ligação de uma medica de São Paulo, pedindo para que fosse avaliar um paciente que estava em um hotel na cidade, com receio porque outros convidados estariam infectados com o Coronavírus.

Com informações do rondoniagora e da Prefeitura de Ji-Paraná

Related Articles

Deixe um comentário