Home Coronavírus Sesau divulga que Rondônia tem primeiro caso suspeito de coronavírus

Sesau divulga que Rondônia tem primeiro caso suspeito de coronavírus

por Redação

PORTO VELHO – Em uma coletiva com a imprensa na manhã desta terça-feira (03), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) divulgou informações sobre o primeiro caso investigado com suspeita de coronavírus em Rondônia: é uma mulher, de 43 anos. Segundo as autoridades, ela esteve no Japão e viajou com um morador de São Paulo (Capital) que teve o diagnóstico confirmado para a doença.

Segundo a secretaria, a paciente veio do Japão em 20 de fevereiro, fez uma conexão em Paris e chegou ao Brasil no dia 22 do último mês. Entre Paris e Guarulhos ela voou com um paciente infectado. Cinco dias depois de desembarcar em Rondônia, a mulher começou a sentir sintomas como febre, dor de garganta, tosse, dor de cabeça e fraqueza.

Ela procurou o pronto atendimento Ana Adelaide, em Porto Velho, foi atendida e orientada a ficar em casa enquanto era acompanhada. Desde então, ela segue em isolamento domiciliar com visitas apenas de familiares mais próximos e profissionais de saúde.

Segundo o coordenador do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância e Saúde (Cievs) Sid Orleans, a paciente já não apresentava mais sintomas nesta terça-feira. “É o caso que menos preocupa porque ela chegou sem nenhuma febre. Ela veio apresentar os sintomas depois que a neta gripou. Na data de hoje, essa paciente não tinha nenhum sintoma”, declarou.

Ela teve material coletado e o resultado deve sair no próximo sábado (7). Conforme o secretario estadual de saúde Fernando Máximo, ainda na quarta-feira (4) vão ser divulgados os resultados de exames que apontam influenza, H1N1 e adenovirus. Caso seja detectada alguma dessas doenças, o coronavírus fica descartado.

De acordo com Máximo, o Ministério da Saúde foi notificado e o tratamento deve continuar na casa da mulher. “Confirmando o coronavírus aí depende da sintomatologia da paciente. Se a paciente permanecer com sintomas leves ela vai continuar sendo tratada em casa”, explicou.

Dentre os sintomas da doença estão febre, dor no corpo, dor de cabeça, dor de garganta e tosse que também são comuns em viroses. Para ser considerado caso suspeito, o paciente precisa estar com sintomas e ter viajado nos últimos dias para países com casos ou contato com paciente confirmado ou suspeito.

*Com informações do G1 Rondônia. Foto: Diêgo Holanda.

Related Articles

Deixe um comentário