Home Destaques Sistema prisional de Rondônia segue medidas de prevenção e transparência sobre Covid-19 nas unidades estaduais

Sistema prisional de Rondônia segue medidas de prevenção e transparência sobre Covid-19 nas unidades estaduais

por Redação

Com todas as medidas de prevenção e enfrentamento à Covid-19 sendo aplicadas dentro do Sistema Penitenciário de Rondônia, a divulgação dos dados sobre a pandemia entre os servidores de segurança nas unidades e a população carcerária é mais uma aliada à comunicação e transparência sobre as ações de contenção do coronavírus no Estado.

Sanitização concluída na terça-feira (5) no Presídio Feminino da capital

Segundo Célio Lima, coordenador geral do Sistema Penitenciário, o boletim com as informações sobre os casos suspeitos ou descartados, e que está sendo alinhado junto à divulgação do boletim oficial diário do coronavírus, foi criado para dar mais clareza sobre a situação e mais tranquilidade aos familiares das pessoas que estão privadas de liberdade.

Desde o primeiro momento da pandemia, a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) tem trabalhado para evitar que o vírus dissemine dentro do sistema, com a primeira medida, no dia 17 de março, regulamentando as visitas nas unidades, com a Portaria 806/2020. Utilizando mão de obra apenada, cinco unidades prisionais (de Porto Velho e interior do Estado) também começaram a fabricação de máscaras, aventais e toucas, a serem distribuídas dentro das próprias unidades.

Célio explica que medidas como a separação dos reeducandos do grupo de risco também foram adotadas. “Nós colocamos todos os que são desse grupo em locais separados. Suspendemos as visitas como forma de prevenir que o vírus se espalhe entre a população carcerária, e também protegendo os nossos servidores. Aumentamos a higienização dentro das unidades, como conseguimos nesta terça-feira (5) concluir a sanitização de todas as unidades da capital e até o dia 15 todas as unidades do interior também terão passado por esse processo”.

O coordenador conta ainda que 80% dos policiais penais foram imunizados com a vacinação de H1N1, faltando apenas alguns servidores no interior do Estado. “Até o próximo domingo teremos vacinado todos os nossos servidores nas unidades”.

Célio garante que é realizada uma triagem entre os servidores, e em caso de sintomas semelhantes aos da doença, eles são dispensados do trabalho. “Tivemos apenas um caso de servidor confirmado, e aqueles que tem esposas ou familiares que trabalham no setor da Saúde, nós dispensamos para ficar de quarentena”.

As doações também são destacadas, pois “o Tribunal de Justiça destinou R$ 2 milhões para a Sejus, para a compra de EPI’s, e recentemente recebemos 20 mil frascos de álcool em gel 70%. O Depen forneceu materiais como máscaras, aventais, luvas e também álcool, tudo para abastecer o sistema prisional. Tem surtido tanto efeito que não temos nenhum caso da Covid-19 confirmada entre a população carcerária”, declarou Célio Lima.

 

 

 

 

Fonte
Texto: Vanessa Farias
Fotos: Arquivo Sejus
Secom – Governo de Rondônia

Related Articles

Deixe um comentário