Home Geral Tecnologia do TJRO é finalista do Prêmio Inovação Judiciário Exponencial

Tecnologia do TJRO é finalista do Prêmio Inovação Judiciário Exponencial

por Redação

O Tribunal de Justiça de Rondônia é um dos finalistas do Prêmio Inovação Judiciário Exponencial, que será entregue durante a terceira edição do Congresso EXPOJUD – de Inovação, Tecnologia e Direito para o Ecossistema da Justiça. O TJRO  é finalista junto com o CNJ na categoria “Prestação de Serviços”, com a plataforma de inteligência artificial Sinapses, sistema desenvolvido inicialmente pelos analistas do TJRO e depois incorporado pela Tecnologia do CNJ. Outras oito iniciativas concorrem nessa categoria.

A premiação tem o objetivo de reconhecer e incentivar o desenvolvimento de iniciativas inovadoras, desde o uso de tecnologias em processo de gestão e uso de novas metodologias no âmbito do Sistema de Justiça, tudo com ênfase na melhoria dos serviços prestados em benefício da sociedade.

Os ganhadores serão conhecidos no dia 13-10, na parte da tarde, durante o EXPOJUD, que ocorrerá de 13 a 16 de outubro, em formato totalmente virtual e gratuito. O evento, maior congresso sobre a revolução exponencial do ecossistema de Justiça, vai reunir grandes nomes como o presidente do STJ, Ministro Humberto Martins; a subprocuradora-geral, Raquel Dodge; o ministro do STJ, Ricardo Villas Bôas Cueva; a conselheira do CNJ, Maria Tereza Uille; dentre outros.

Histórico

Nascido em RO, o Sinapses era um projeto local, que partiu de um conceito lúdico do que é a Inteligência Artificial (IA) na vida moderna. Inicialmente foi criado um módulo “Gabinete”, que previa a automatização das tarefas. A equipe estava focada na utilidade do sistema, com atenção para não obstruir o Processo Judicial Eletrônico (PJe), até que os analistas começaram a trabalhar com IA, o que mudou o foco do planejamento para um ecossistema.

O básico do Sinapses é trabalhar com a programação de linguagem natural, ou seja, quando a máquina lê os documentos; um desafio muito grande, já que há inúmeros documentos com formatos diferentes, fontes e imagens. Atualmente, o sistema prevê a movimentação de processos, “auto complete”, sumarização e parametrização de decisões. Tecnicamente, o sistema baseia-se em microsserviços de IA, que proporcionam o controle dos modelos, gestão de versões e rastreabilidade do processo de treinamento.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação TJ-RO

Related Articles

Deixe um comentário