Home Destaques Vem a público documento em que Glaucione diz que continua candidata a prefeita

Vem a público documento em que Glaucione diz que continua candidata a prefeita

por Redação

No último dia 14, quarta-feira, líderes políticos da coalizão liderada pelo MDB tornaram pública uma carta em que a prefeita Glaucione Rodrigues renunciava à sua candidatura a prefeita de Cacoal, abrindo caminho para que os partidos signatários da Coligação CACOAL SEGUINDO EM FRENTE indicassem um novo candidato a prefeito e outro a vice-prefeito, tendo em vista que o candidato a vice-prefeito, Rafael Evangelista, já havia renunciado em documento que protocolou na Justiça Eleitoral.

A maioria dos partidos dessa coalizão política decidiu, inclusive, homologar a candidatura de Marco Aurélio Vasques e Lya Alexopulos como candidatos a prefeito e vice-prefeita, respectivamente. A decisão, contudo, não recebeu o aval do MDB, que continuava firme em ter candidato próprio. Embora uma ala do MDB quisesse lançar o Inspetor Ribeiro, havia uma outra que insistia na continuidade de Glaucione como candidata a prefeita.

Neste dia 15 uma outra carta assinada por Glaucione Rodrigues veio a público, desta vez uma declaração de vontade de que continua candidata ao pleito de 2020, Nessa declaração de vontade, a signatária diz, textualmente: “DECLARO EXPRESSAMENTE POR MEIO DA PRESENTE A MINHA VONTADE DE CONTINUAR CANDIDATA NO PRESENTE PLEITO, refutando totalmente qualquer documento contrário, que não represente esta minha verdadeira vontade ora expressada nesta declaração de forma livre, consciente e desimpedida”. Por essa declaração, fica tácito o entendimento de que a outra carta não expressava sua legítima vontade.

Essa nova realidade levará parte dos partidos da coalizão a se reunirem novamente desta vez não para escolher o nome de um candidato a prefeito, mas apenas encontrar um substituto para o candidato a vice-prefeito. A situação, porém, está longe de ser resolvida. Apesar da vontade expressa de Glaucione Rodrigues de que continua como candidata a prefeita, o outro grupo, que lançou Vasques a prefeito, diz que vai manter a candidatura, buscar os meios legais para registrá-la na Justiça eleitoral, e iniciar sua campanha.

 


OBS.: Onde se lê PDT, leia-se PTB
Por Daniel Paixão

Related Articles

Deixe um comentário