Home Destaques Videoconferências viabilizam retorno de audiências em Vilhena

Videoconferências viabilizam retorno de audiências em Vilhena

por Redação

VILHENA – A exemplo do que já acontece em outras comarcas do Estado, a tecnologia tem auxiliado o Poder Judiciário a dar andamento aos processos judiciais em Vilhena. Por meio da plataforma GoogleMeet, juízes, advogados, promotores, testemunhas e réus, ainda que presos, se reúnem em ambiente virtual para garantir que as audiências, previamente marcadas, aconteçam. Nesta semana, elas tiveram início na 1ª Vara Criminal da Comarca. A medida é para evitar o contato pessoal e a contaminação pelo novo Coronavírus.

As audiências realizadas pela plataforma contam com a participação das partes e advogados, que podem responder às perguntas, além disso, podem conversar de forma privada com seus advogados. Nesta quarta-feira (06), três audiências foram feitas com réus que estão recolhidos em diferentes unidades prisionais do município. Para viabilizar que os presos não deixem as unidades, evitando o contágio, o Poder Judiciário equipou as unidades com tecnologia para a realização das audiências e o Estado, proveu o acesso à internet. Nas outras Comarcas, as videoconferências também têm sido eficazes para garantir que o judiciário não pare.

Na sala de audiência apenas fica presente durante todo o andamento, apenas a juíza titular, Liliane Pegoraro Bilharva e a secretária, enquanto o promotor e os advogados participaram de outros locais. “Mesmo em meio a uma pandemia temos buscado alternativas para que esses processos não fiquem parados e acumulados. E a tecnologia tem sido muito importante para que isso aconteça”, ressaltou a magistrada Liliane Pegoraro.

Toda a audiência é gravada, atendendo ao Provimento Conjunto n. 001/2012-PR-CG e pode ser acessada pelas partes. Caso as partes tenham interesse, poderão obter cópia da gravação, desde que forneçam mídia em DVD/CD ou dispositivo de armazenamento portátil, sendo desnecessária a transcrição.

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação TJ-RO

Related Articles

Deixe um comentário